E no inverno? Quais os cuidados especiais com nossos Lulus?

Atualizado: Set 22

VOLTAR PARA HOME DO BLOG


No inverno temos que ter cuidados sim. Assim como nós, os cachorros no inverno sentem e sofrem com o frio. Por isso é importante ter cuidados especiais com a saúde, alimentação, comportamento e proteção do seu animalzinho. Apesar da proteção da pelagem, que serve como proteção contra o frio, não é só essa questão de temperatura que deve ser levada em consideração. Os olhos e mucosas das vias respiratórias podem ficar irritados e/ou ressecados. Alguns tipos de vírus e bactérias podem ter uma proliferação e dispersão maior com esse clima (principalmente as conjuntivites, gripes e resfriados).

Cães tosados são mais suscetíveis a problemas causados com as baixas temperaturas em virtude da falta de resistência por conta do frio, já que a sua proteção natural foi artificialmente retirada ou reduzida. Roupinhas confortáveis podem ser bem-vindas nestes casos. E não são necessárias em cães com pelagem plena. Quem usa deve cuidar os nós que se formam com o uso das roupinhas.


Vamos aos pontos de atenção:


Gripe: também como “Tosse dos canis” (ou traqueobronquite infecciosa canina), a gripe canina é a doença mais comum entre os cães no inverno. Porém, pode afetar a espécie mesmo em outras épocas do ano. A contaminação pode vir através de contato direto com cães doentes (mesmo que ainda não apresentem sintomas), contato indireto por objetos contaminados (vasilha de água, comida, brinquedos) e pelo ar. Dessa forma, se você tem um grupo de cães em casa e um deles fica gripado, é provável que os outros também ficarão. O ideal é isolar o animal doente e seus objetos, como comedouros e brinquedos, até que ele melhore. Muito mais comum do que pensamos e a canina também sofre mutações o tempo todo. Depois do cão contaminado, tratam-se apenas os sintomas e aguarda-se que o cão crie os anticorpos necessários para combater a virose. Deve-se tomar grande cuidado para que o quadro não evolua e outras complicações apareçam (como pneumonia). Pode causar secreção nos olhos e nariz, tosse, indisposição, inapetência e febre.


Conjuntivites: existem vários tipos de conjuntivites caninas. Elas podem causar irritações, vermelhidão nos olhos e secreção excessiva. Podem ser causadas por vírus, bactérias ou podem ter origem alérgica. Assim que a doença se manifesta, um veterinário deve indicar o melhor tratamento (que geralmente é a base de colírios). Atente-se muito a quantidade de pó em sua casa (que pode desencadear alergia) e ao filtro do ar condicionado.


Dores de ouvido: os cães têm ouvidos mais sensíveis que os nossos e também mais suscetíveis a problemas como a otite, principalmente quando existe grande variação de temperatura ambiental ou frio constante. Caso perceba que o seu cão está incomodado, sentindo dor ou coceira no ouvido, excesso de cera (com um cheiro forte vindo do ouvido e cor bem escura), leve-o a um veterinário para que o mesmo possa ser tratado. Como qualquer infecção bacteriana, a otite pode se agravar comprometendo a saúde e bem estar do seu cãozinho.


Ar condicionado quente/frio: o grande vilão. O filtro do ar condicionado doméstico deve ser limpo a cada 3 meses (no máximo) e pode se tornar um ótimo dispersor de bactérias, vírus, ácaros e pó se o filtro não for trocado. Pessoas mais sensíveis e cães podem desenvolver conjuntivite alérgica e vários problemas respiratórios.

Importante!!

Reduza a quantidade de banhos : sempre banhe seu pet em água quentinha, isso é básico. Mas, no inverno reduza ao máximo os banhos. Faça a higiene com lenços umedecidos, limpe as patinhas, a região anal e cuide das orelhas. Isso basta. Os Spitz não são cães que produzem odores, então você facilmente pode considerar banhos mensais no inverno. E lembre-se: sempre seque MUITO bem seu Lulu pós banho.


Alimentação: um cão bem alimentado é um cão saudável. Durante o período de baixas temperaturas, o organismo do animal acaba gastando mais energia para poder se aquecer. Sendo assim, é necessária atenção redobrada para a alimentação dos cachorros no inverno. Sendo não é só uma questão de quantidade, mas de qualidade também.


Cuidando da imunidade: se a imunidade do seu cãozinho estiver plena, maior a resistência a doenças. Para manter a imunidade do seu cão, alguns alimentos são indicados para isso, que você pode conferi nesse blog, na postagem que fala sobre alimentos permitidos e indicados para aumento da imunidade.


Cuidados com os cães idosos: Para os cães mais velhinhos, essa época do ano é muito mais perigosa, por isso, atente-se a todas as dicas. Os cães idosos tentem a ter mais problemas ósseos durante o período do inverno. Se seu cão idoso já sofre de problemas como hérnia ou artrose, no frio ele pode ter ainda mais dores, por isso mantenha-o sempre bem aquecido.



VOLTAR PARA A HOME DO BLOG

Conhece as nossas Redes Sociais?

Postamos diariamente dicas bem legais e importantes, informações sobre a criação e, é claro, nossos filhotes disponíveis!

  • Facebook
  • Instagram

Vamos conversar ?

A decisão de adquirir um cãozinho é muito importante.  É uma nova vida que irá fazer parte da sua! Por isso, convidamos você a conversar conosco :)

WhatsApp e Celular
51-999975488