Otite Canina.

Atualizado: Set 22

VOLTAR A HOME DO BLOG


É uma das doenças mais habituais na clínica veterinária podendo afetar até 20% da população canina e 6% da população felina. Diversos fatores podem contribuir para o desenvolvimento da infecção do conduto auditivo dos cães, desde infecções bacterianas e fúngicas, corpos estranhos (água durante o banho e pelos, por exemplo), alergias, doenças hormonais, presença de ácaros, traumatismos e até mesmo a própria conformação auricular. A principal bactéria é Staphylococcus sp. e o principal fungo causador da otite canina é Malassezia sp.

Um dos principais sintomas da otite é a inflamação do conduto, que faz com que os cães cocem em excesso suas orelhas com as patas e também podem esfregar a orelha nas paredes ou no chão, podendo criar feridas graves. Além da coceira, cachorros com otite tendem a balançar a cabeça com força e com muita frequência, sentem dor na região da orelha, podem apresentar secreção aparente com odor forte e desagradável. É possível verificar um excesso de cera e secreção na região das orelhas. Sinais de dor nos ouvidos (normalmente o cão fica com a cabeça inclinada).

Casos graves que não são tratados corretamente ou a tempo, podem evoluir para um comprometimento do sistema neurológico do pet, levando a perda da audição de maneira permanente.

“Os animais com otite balançam muito a cabeça e coçam as orelhas repetidamente, além dos ouvidos apresentarem vermelhidão, excesso de cera e odor forte. Caso o tutor identifique um ou mais desses sintomas, deve levar o pet o quanto antes no veterinário, que fará o diagnóstico através de exames específicos”, explica Ricardo Cabral, veterinário da Virbac - indústria farmacêutica veterinária.

Normalmente, as raças de cães com orelhas grandes e caídas, a otite canina é comum. Isso acontece porque o fato da orelha tampar o canal auditivo do animal facilita o acúmulo de umidade, um prato cheio para as bactérias. Outra razão para os cães serem bem suscetíveis a ter otite é porque os seus canais auditivos são maiores que os dos humanos. E seu formato em “L” – que dificulta que o canal seja “arejado” – também proporciona um lar quentinho para micro-organismos indesejados.

Por falar em micro-organismo, a otite canina pode ocorrer pela presença de vários tipos deles. Quando atinge a orelha externa, a causa mais comum é a infecção por bactérias ou mista (bactérias e fungos), ou acúmulo de cera de ouvido. Mas também pode haver a entrada de corpos estranhos, como água, poeira, pedaços de algodão, entre outras coisas.

Também existe a possibilidade de inflamação pela presença de fungos e parasitas, como ácaros e carrapatos.

Preste atenção aos sintomas do seu pet e leve-o ao veterinário no primeiro sinal de dor ou desconforto no ouvido. Quanto mais cedo você tratar a infecção, menores as chances de complicação, como uma evolução para a otite média ou interna – o que implica em um tratamento mais complexo.

E, o melhor tratamento só irá acontecer quando soubermos qual a causa, e nesse sentido a coletar uma amostra do cerúmen para fazer o exame de cultura e antibiograma e a pesquisa de Malassezia e cultura fúngica é que possibilitarão diagnostico para sabermos qual a bactéria que está atacando seu cachorro ou fungos, ou outro agente.

Mas todos os cães podem apresentar a doença e por se tratar de uma doença causada principalmente por fungos e bactérias, a otite canina pode ser contagiosa.

Nossa opinião sobre tratamento.

Existem no mercado diversos medicamentos para o tratamento de otite. Mas para o tratamento ser efetivo, é muito importante saber o que está causando a otite no seu cão como falamos nos parágrafos anteriores. Por essa razão, reforçamos que a primeira coisa a se fazer é levar o pet ao veterinário para que ele faça o diagnóstico e prescreva o tratamento ideal, que irá resolver o problema e acabar com o sofrimento.

Normalmente, para tratar a otite, são prescritas soluções otológicas que contenham em sua formulação um antibiótico, um antifúngico e um anti-inflamatório juntos. Dessa forma, ataca-se os principais causadores deste problema de uma só vez.

Só podemos falar dos tratamentos que já fizemos e funcionaram bem. Essa não é uma lista dos melhores, ou mais indicados, são indicações do que já usamos nos nossos cães.

Phisio Anti-Odor Limpador Auricular, da Virbac: para a limpeza regular e neutralização de maus odores das orelhas dos cães, o produto pode ser utilizado em dois momentos: para a limpeza semanal de rotina, de forma preventiva, e antes de iniciar o tratamento de infecções e inflamações.

“Quando o pet já está com otite e terá de fazer de o uso de produtos terapêuticos, é indicado realizar uma limpeza nos ouvidos antes para retirar o excesso de sujeira”, explica Ricardo Cabral, veterinário da Virbac. O pH fisiológico (idêntico ao da pele do animal) do Phisio Anti-Odor Limpador Auricular permite sua utilização frequente.

O Easotic, da Virbac: é um dos melhores medicamentos para tratamento de otite crônica. É muito bom porque proporciona alívio rápido da dor, e não existe coisa pior que ver nossos pets incomodados e não conseguirmos fazer parar rapidamente. Sempre optamos por remédios com esse perfil de alívio rápido. Com três princípios ativos no mesmo remédio (anti-inflamatório, antibiótico e antifúngico), é extremamente eficaz. Possui um bico de fácil aplicação com uma bomba que já aplica a quantidade correta de medicamento, de forma fácil e rápida, evitando o desperdício. Além disso, devido a sua fórmula, o tempo de tratamento é reduzido se comparado a outros medicamentos – em média são 5 dias com aplicação a cada 24h. O antibiótico mais utilizado é a Gentamicina. O Miconazol é como fungicida. Sua ação inibe a biossíntese principalmente do ergosterol causando alteração da membrana celular alterando os constituintes celulares essenciais ao fungo.

O Auritop, da Ourofino, também é uma opção muito indicada para casos mais graves de otite, pois possui a lidocaína, que atua como anestésico e a ciprofloxacina, que é um antibiótico pouco usado, o que garante maior eficiência contra bactérias pela resistência. O produto vem em frasco plástico e aplicador plástico rígido. A Ciprofloxacina presente no Auritop tem atividade similar a Enrofloxacina, porém não podem ser consideradas equivalentes já que a farmacocinética é diferente. Sua ação antimicrobiana atua sobre bactérias gram-negativas e positivas. O Cetoconazol é utilizado para o tratamento de Malassezia, pois pode-se associar o uso tópico e oral para aumentar a eficácia do tratamento. São em média 7 dias utilizando Auritop para eficácia.


Posatex: indicada no tratamento de otites externas agudas e nas exacerbações agudas de otite externa recorrente, causadas por bactérias e fungos. Pode ser utilizada apenas em cachorros. A Orbifloxacina é um antibiótico de uso restrito veterinário presente no Posadex. A Schering-Plough é a única a usar o Posaconazol em seu medicamento. Ele é mais utilizado em infecções invasivas, ele é um antifúngico triazólico. Em média são 7 dias de tratamento com aplicação a cada 24h.


Sem dúvidas a prevenção é sempre o melhor remédio!

Por isso, sempre reforçamos os cuidados na hora de banhar seu pet, evite a entrada de água no canal auditivo do cão durante os banhos ou qualquer atividade na água. Você pode utilizar algodão hidrofóbico para proteger os ouvidos. Limpeza constante da orelha do cão, principalmente se for de alguma raça com orelha caída. Mas atenção: a limpeza excessiva das orelhas pode retirar as defesas naturais. Como sempre todo excesso é ruim. Mantenha observação. Você conhece seu pet, cheire as orelhas, inspecione, se notar algo errado, consulte o veterinário.


E, muito importante, leve sempre em petshops confiáveis para banho.


De um modo geral, a otite é uma doença comum em cães, e não é considerada muito grave. Porém você deve sempre estar atento, prevenir e tratar logo que os primeiros sintomas aparecerem.


O Empório das Patas é uma clinica veterinária e pet shop com mais de 10 anos de mercado e montou essa tabela que pode ser útil para uma conversa com seu veterinário.




VOLTAR A HOME DO BLOG



Fontes:

http://faef.revista.inf.br/imagens_arquivos/arquivos_destaque/ZjT2hdBx69kFTWR_2013-6-21-12-3-2.pdf

https://www.pubvet.com.br/uploads/0c10e1b6edc553e070b8ee8a7c502746.pdf

https://home.unicruz.edu.br/seminario/anais/anais-2011/saude/

https://www.affinity-petcare.com/vetsandclinics/pt/otite-nos-caes-tratamento-com-duas-formulas-um-estudo-comparativo/

https://br.virbac.com/home/todos-os-cuidados/pagecontent/todos-os-cuidados/otite-canina.html



Conhece as nossas Redes Sociais?

Postamos diariamente dicas bem legais e importantes, informações sobre a criação e, é claro, nossos filhotes disponíveis!

  • Facebook
  • Instagram

Vamos conversar ?

A decisão de adquirir um cãozinho é muito importante.  É uma nova vida que irá fazer parte da sua! Por isso, convidamos você a conversar conosco :)

WhatsApp e Celular
51-999975488