Acupuntura para cães e gatos - a nova tendência da medicina veterinária.

Atualizado: Set 22

VOLTAR A HOME DO BLOG


A medicina veterinária tem uma aliada oriental que só vem agregando ao bem estar dos nossos pets: a acupuntura! Apesar de não ser uma novidade, ainda existe uma receios, dúvidas e um pouco de medo em relação a técnica. Acreditamos que essas desconfianças são motivadas unicamente pela falta de informação, porque não tem motivo mesmo. Você lerá aqui, nesse material, o quanto o pet tem a ganhar, principalmente em relação ao alívio das dores.

A acupuntura é uma forma de tratamento originária da Medicina Tradicional Chinesa, usada para o diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças. A palavra acupuntura vem de acus: agulha e punctura: punção.

Ela é baseada na teoria de que a energia, chamada de chi ou Qi, flui pelo corpo através de caminhos chamados meridianos. Dessa forma, a acupuntura procura corrigir desequilíbrios no fluxo de energia através de punções com moxas e agulhas finas. Além das punções, também é possível associar outras técnicas ao tratamento, como a aplicação de calor, correntes elétricas e pressão.


O objetivo fim é ajudar o corpo a curar a si próprio, melhorando a a circulação sanguínea, estimulando o funcionamento do sistema nervoso e promovendo a liberação de substâncias analgésicas e anti-inflamatórias pelo organismo.


Nesse sentido, é nítido o quando ela vem se tornando cada vez mais uma alternativa para qualificar a vida dos cães de forma menos invasiva e sem necessidade de cirurgias ou medicações contínuas. Aliás, isso é ótimo, já que todo processo que envolve anestesia é sempre complicado e inseguro para cães e o uso de medicações, principalmente para dores musculares, pode proporcionar alguns danos colaterais, ainda mais em cães com mais idade.


Muita gente comenta que o processo causa dor. Provavelmente essa interpretação se dê pelo visual da utilização das agulhas. Não é de hoje que dor e agulhas tem íntima relação no imaginário das pessoas. Desde criança nutre-se esse medo. De qualquer forma, quem pensa dessa forma, em relação a acupuntura nunca fez o procedimento humano, então desconhece o quanto é indolor. Só mantem essa opinião pela imagem das “agulhadas” já construídas. Se você é uma dessas pessoas que desacredita da técnica por esses receio, avalie melhor, pois é certo que o pet não sente dor nas sessões, ou seja, a acupuntura não causa dor e não possui efeitos colaterais.


O que pode acontecer é em alguns animais, que sejam mais sensíveis, um desconforto leve e passageiro, ou, o animal mais agitado não aceitar o uso de agulhas, tendo então o profissional que escolher por outra técnica da acupuntura, como o uso do laser - “laserpuntura” - que aplica laser de baixa frequência nos pontos de acupuntura. Mas, de qualquer forma não existe o menor sofrimento. Pode causar sonolência e relaxamento do animal, que por muitas vezes é até desejado.

Na maioria dos casos, a acupuntura é utilizada como tratamento complementar à terapia tradicional e não uma substituição.

Isso é muito importante: a acupuntura não substitui uso de remédios, o animal pode ser tratado inicialmente com toda medicação necessária e jamais deve-se retirar o uso de uma medicação se ela for indicada. O uso de qualquer medicação não interfere no resultado da acupuntura. Antes de se iniciar a acupuntura, é importante que seja feito um diagnóstico preciso do problema, pois ela pode mascarar os sintomas, criando a falsa impressão de que está tudo bem. Caso o seu médico veterinário não seja o mesmo que irá fazer a acupuntura no seu cão, certifique-se de mantê-lo informado a respeito do tratamento e dos eventuais progressos.

Não suspenda ou altere as doses de medicações sem antes falar com o seu veterinário.


Para quem desconhece como funciona, a técnica é, em resumo, a inserção de agulhas em locais pré-estabelecidos para produzir diversos efeitos fisiológicos locais e sistêmicos. Atualmente existem 112 pontos catalogados para pequenos animais (cães e gatos, por exemplo), sendo que a estimulação de certos pontos ou a combinação deles pode produzir diferentes efeitos sobre o órgão ou doença a ser tratada.


De acordo com a medicina chinesa, a constituição do individuo é baseada em matéria (palpável) e Qi (Energia) elemento mais sutil e dinâmico. A saúde é resultado do equilíbrio perfeito da energia “QI” (Qi, energia vital, bio-energia), que transita pelo corpo através dos meridianos. Estes conduzem a energia por todo o corpo, procurando manter o equilíbrio do Yin/Yang. A circulação de energia por entre os diversos meridianos pode sofrer interferência por fatores externos, que poderão ocasionar estagnação ou bloqueio dessa energia e do sangue gerando processos dolorosos ou mau funcionamento dos órgãos. O processo de adoecimento tem seu início com a quebra da harmonia do Yin e Yang que enfraquecem a Energia Vital dos Zang Fu (Órgãos/ Vísceras) gerando as doenças.


Geralmente o tratamento ocorre em séries de 10 a 15 sessões, mas não existe definição fechada de tempo de tratamento, cada animal responde de uma maneira e o importante é continuar até o animal não ter mais dor. Esse será o objetivo maior de todo tratamento, o bem estar animal.


Geralmente a sessão de acupuntura tem início com o estímulo dos pontos feitos com auxílio de laser, dependendo do problema que será tratado. Os pontos da acupuntura fazem parte dos 14 meridianos pelos quais flui a energia vital do animal. Após o laser são usadas as agulhas tradicionais, que geral ficam no animal por cerca de 10 a 15 minutos. Em seguida é usado o moxa, que é um bastão de carvão prensado com Artemísia usado para aquecer os pontos e proporcionar relaxamento no local.


Além de cães com problemas físicos, a acupuntura também pode ajudar cães estressados e inquietos a se acalmarem, cães que estejam fazendo fisioterapia ou outros tratamentos similares, pois ela ajuda a melhorar o fluxo sanguíneo, aliviando o processo inflamatório. Mas, os benefícios alcançados pela acupuntura canina são diversos e podem ser mais específicos conforme o local que o tratamento é feito.

Destacam-se abaixo, como os principais benefícios do tratamento:


Alívio das dores: A redução das dores em cães diagnosticados com problemas musculares e ósseos está entre os principais benefícios da técnica. O relaxamento muscular faz com que as dores se tornem menos intensas e seja possível voltar a fazer caminhadas e brincadeiras que também ajudam no tratamento.


Diminuição dos remédios: Ao iniciar um tratamento alternativo como a acupuntura os animais apresentam melhoras significativas na disposição para realizar atividades, o que influencia e pode reduzir a quantidade de remédios prescritos para o cão.


Relaxamento: Alguns donos de cães ficam preocupados que os animais muito agitados não possam realizar a terapia, mas logo no início do tratamento a acupuntura já acalma o cão. Esse efeito faz com que mesmo animais mais agitados não precisem de sedação para fazer a acupuntura.


Melhoria em problemas de pele: problemas como dermatite alérgica, granulomas ou pontos quentes podem responder bem as agulhas porque o aumento da circulação melhora a cicatrização, enquanto a redução da dor diminuirá as reações de coceira.

A acupuntura ainda pode ser benéfica para cães que sofrem de alergias, imunodeficiências e mesmo insuficiência renal.

Atenção:


A acupuntura não é considerada um tratamento invasivo para os cães. No entanto, ela baseia-se na inserção de agulhas em pontos nervosos e estratégicos para proporcionar relaxamento, por isso deve ser realizada por profissionais capacitados.


Qualquer pessoa não qualificada para esse tratamento pode errar a colocação das agulhas nos pontos corretos, podendo prejudicar e oferecer riscos ao cão. O ideal é que antes de submeter o cão a um tratamento de acupuntura você converse com o médico veterinário responsável pelo seu cão.


O crescimento desta especialidade no Brasil é confirmado através de pesquisas realizadas na área da acupuntura veterinária na qual se observa a ampla possibilidade de seu uso, principalmente na clínica de pequenos animais. Em muitas situações a acupuntura tem sido preconizada como uma das mais eficazes formas de tratamento, o que aumenta as chances de sobrevivência do animal, além de proporcionar melhor qualidade de vida e bem estar geral.

Indicações

A acupuntura canina é indicada principalmente para cães idosos ou que começam a apresentar dores ou problemas musculares e ósseos, como displasia, espondilose e outros. Cães que sofreram algum acidente também podem ter diversos benefícios proporcionados com a técnica.

Também é indicada para:

1) casos ortopédicos ou neurológicos: displasia coxofemoral e de cotovelo, luxação de patela, artroses, hérnias de disco, problemas de coluna, estenose lombo-sacra e mielopatia degenerativa.

2) alívio de doenças neuromusculares, inclusive sequelas de cinomose (pode ajudar muito no controle de mioclonias e convulsões);

3) câncer;

4) controle de dores agudas e crônicas (em que se realiza a sessão de acupuntura até 24h antes da fisioterapia para facilitar o trabalho físico);

5) controle de inflamação aguda e crônica (indicado como coadjuvante no tratamento de artrites e artroses);

6) dermatite acral por lambedura;

7) distúrbios respiratórios;

8) distúrbios digestivos;

9) epilepsia;

10) incontinência urinária;

11) paralisias e paresias de membros anteriores e posteriores;

12) problemas comportamentais, como ansiedade de separação;

13) problemas de coluna como hérnias de disco cervicais, torácicas e lombares (em que a recuperação neurálgica e o controle da dor são essenciais);

14) vestibulopatias periféricas e centrais;

15) dor neuropática e lesão de nervo periférico.

Recomendações

Recomenda-se não realizar a sessão de acupuntura juntamente com a de fisioterapia. Além do tempo prolongado de sessão, que pode deixar alguns animais impacientes, algumas técnicas podem se opor a esta por serem realizadas no mesmo local, o melhor é alternar os dias de tratamento.


Apesar de que estudos científicos ainda não foram capazes de comprovar a eficácia ou a ineficácia da acupuntura em cães, esta especialidade já foi oficialmente reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV). Da mesma forma, em relação aos humanos, a acupuntura já é considerada uma especialidade médica pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), e a sua eficácia é reconhecida inclusive pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A Organização Americana de Hospitais Veterinários (AAHA) inclui a acupuntura como procedimento complementar no controle da dor nas suas Diretrizes Para o Controle da Dor, com base em evidências de sucesso nos tratamentos.


É importante saber, entretanto, que, em diversas situações, a acupuntura não irá curar o cão. Mesmo assim, ela pode auxiliar na recuperação e melhoria da qualidade de vida do cão.

VOLTAR A HOME DO BLOG

Fonte:

https://fisioanimal.com/blog/voce-sabia-que-caes-tambem-fazem-acupuntura/

https://www.meucaovelhinho.com.br/artigos/saude/outros-saude/acupuntura-para-caes/

http://www.revistaneurociencias.com.br/edicoes/2015/2304/originais/1054original.pdf

http://blog.emporiodaspatas.com.br/acupuntura-para-caes-quais-os-beneficios-e-riscos/


Conhece as nossas Redes Sociais?

Postamos diariamente dicas bem legais e importantes, informações sobre a criação e, é claro, nossos filhotes disponíveis!

  • Facebook
  • Instagram

Vamos conversar ?

A decisão de adquirir um cãozinho é muito importante.  É uma nova vida que irá fazer parte da sua! Por isso, convidamos você a conversar conosco :)

Whats 51-982344600
Celular 51-999975488