Por que os cães adoram lamber?

Atualizado: Set 22

VOLTAR PARA HOME DO BLOG


Ser recebido em casa com lambidas intermináveis faz parte da rotina de todas as famílias que possuem um cachorro em casa. Os “lambeijos” são tão característicos que muitos nem se incomodam com isso, pelo contrário, incentivam seus peludinhos a serem carinhosos.

Mas, por trás desse ato de amor, existem muitas justificativas para o comportamento, seja com humanos conhecidos, desconhecidos ou outros peludos.

Lamber seu dono com toda certeza é uma forma de demonstrarem seu amor, massss com um pouco de interesse. A pele humana tem um sabor levemente salgadinho, sabor apreciado pelos cães.

E, muito importante contextualizar que esse comportamento tem origem quando o cachorro ainda é filhotinho e remota aos seus antepassados lobos cujo comportamento de lamber é uma forma de reconhecer quem é da sua matilha.

Uma das primeiras coisas que os filhotes sentem quando nascem é a língua da mãe que os gerou. A progenitora usa a língua para abrir as narinas do cão recém-nascido, assim, logo após a saia do útero, o filhotinho já aprende a respirar o ar que o rodeia e a usar os seus pequenos pulmões. Da mesma forma, é com a lambida da mãe, na região genital, que o filhote tem estimulado o sistema excretor, aprendendo a fazer seu xixi e cocô. As mães também lambem seus filhotes colocando seu “cheiro” na ninhada. Com isso, um filhote sabe reconhecer quem é o seu irmão através do cheiro em comum.


Com toda essa presença do lamber, desde os primeiros segundos de vida, é natural que a língua seja um dos principais instrumentos pelo qual os cães aprendem a interagir com o ambiente e seu meio.

Tenha em mente, e isso é muito importante para explicar diversos comportamentos dos cães, que os cachorros são animais que vivem em matilha, do momento que nascem até a hora em que são inseridos em uma nova família. Você, na visão do seu cão, é um membro da matilha dele. Nesse contexto é junto com a família/matilha que ele terá segurança, afeto e o mais importante, a comida.


Então, diante disso, o que você acha que eles consideram como melhor forma de reconhecer todo o esforço da matilha? Com lambeijos! É incrível como tudo faz sentido né?


Ainda assim, vamos a mais algumas argumentações sobre tudo que envolve o lamber canino:


1. Comunicação / Identificação: lamber é uma maneira dos cães se comunicarem e identificarem o ambiente ao redor, tudo que está acontecendo e está estranho a eles. Eles tendem a lamber-se em situações onde estão num ambiente estranho, em locais onde dois ou mais cães convivem. Uma lambida pode ser um sinal de saudação aos humanos que estiveram fora de casa o dia inteiro, como maneira de carinho e também investigar por onde eles estiveram, se estiveram perto de outros cães ou de pessoas. Com a lambida, os cães podem reconhecer o nosso humor, onde estivemos, se estávamos acompanhados e até se estamos doentes. A língua dos caninos é realmente poderosa! O nosso gosto para eles é muito agradável, principalmente se for de suor. Por isso, eles podem ficar lambendo até que sintam que conseguiram identificar, com sucesso, todos os cheiros e gostos presentes na pessoa.


2. Tenho fome: um cão pode lamber a mãe como um sinal de que quer comer. Quando isso acontece, geralmente lambem a boca da mãe. Ou seja, quando o seu animal demonstra esse mesmo tipo de comportamento pode ser um pedido de comida.


3. Explorar: como observamos, os cães usam a língua para se familiarizarem com o ambiente. É apenas outra maneira através da qual exploram o mundo. Essa exploração pode ser do ambiente dele ou de novas pessoas. Assim, quando os cães veem alguém pela primeira vez, é comum cheirarem as mãos da pessoa e lambê-las. Mesmo que esse alguém não tenha um cão, pode ter tocado ou trazido para casa alguma coisa nova que o deixa curioso.


4. Querem atenção e amor: muitas vezes as lambidelas pretendem apenas do amor que sentem por sua família. O carinho mais puro e genuíno. É normal um tutor ser surpreendido por lambidas quando está descansando. Você sabe por que os cachorros lambem nessas situações? Geralmente é para chamar a atenção de seu dono, principalmente quando está carente. Por saberem que associamos as lambidas ao amor, eles repetem esse ato para pedir carinho.


5. Ansiedade: Se o seu cãozinho te lambe sem parar, mesmo quando você demonstra que já recebeu lambidas suficientes, ele pode estar com um problema de ansiedade. Talvez, ele não gaste toda a energia que possui e as lambidas ajudam a extravasar esse sentimento. Por isso, é importante observar a frequência desse comportamento e, até mesmo, se ele não está se machucando com as lambidas excessivas nas patas.

6: Submissão: muitas pessoas se perguntam porque cachorro lambe o pé do dono. Os caninos fazem isso para demonstrar submissão e respeito. É a maneira que eles encontram para mostrar aos seus tutores que os respeitam e que são gratos por pertencer àquela família. Então, por favor, nada de brigar com o seu cãozinho se ele lambe seus pés, isso é puro instinto.


7. Curar feridas: Já reparou que quando nos machucamos é comum que os cães queiram lambem o local da ferida? Além de tentarem identificar o que houve ali eles realmente acreditam que estão ajudando no processo de cicatrização do machucado com a língua (assim como fazem com as próprias feridas). Até por isso é bem comum que cães criados juntos tenham o hábito de lamber os machucados uns dos outros. A saliva do cão (e de todos os seres vivos) contém uma enzima lisozima que tem a propriedade de regeneração dos tecidos, promove a coagulação do sangue e previne infecções por ataques de bactérias. Especificamente a saliva do cão, funciona como um bactericida contra Escherichia coli e Streptococcus canis. Portanto, os cães têm o hábito de lamber suas próprias feridas para acelerar a cicatrização.

No entanto, lamber em demasia pode ser prejudicial para a saúde do cão, pois pode causar granulomas ou infecções estomacais adquiridas por ingestão de bactérias.

Além disso, a raiva pode ser transmitida por lamber feridas infectadas e, uma vez que o cão a lambe, ele é infectado através da saliva.

Além disso, lamber feridas entre espécies não é recomendado porque as doenças podem ser transmitidas de uma espécie, onde ela não é perigosa, para outra, onde é perigosa.

Por exemplo, um cão lamber as feridas de um ser humano pode causar septicemia (ao humano) ou transmitir raiva. Além disso, pode complicar a cura da ferida.

O que posso fazer se o meu cão lambe compulsivamente ou se você não aprecia muito as lambidas?

Às vezes, os cães domésticos lambem compulsivamente os seus donos, eles próprios ou outros objetos. Lamber constantemente seu dono pode ser um sinal de afeto do cão, mas é inconveniente ter um cachorro te lambendo o tempo todo, de modo que esse comportamento pode ser evitado ignorando as lambidas e saindo do ambiente. Se você estiver acariciando o cão, ou fazendo mimos, e ele começar a lamber, o dono deve sair imediatamente, interrompendo os mimos e ignorando o cão por um tempo. Através da repetição, o cão irá entender que sempre que lamber o dono, ficará sozinho, sem a companhia dele, então ele vai parar de fazer isso. Se ele próprio se lamber compulsivamente, ele pode estar entediado, com alergia de pele, ansioso ou ter dores nas pernas.

Cachorros podem aprender algumas coisas que muitas vezes passam despercebidas pelos tutores. Por exemplo, o “sorriso canino”, que é quando os cães mostram os dentes para os tutores demonstrando que estão muito felizes. Mostrar os dentes na linguagem canina é claramente um sinal de agressão e hostilidade, mas eles entendem que entre humanos é uma coisa boa. O mesmo acontece com as lambidas.

Se você não gosta, se está em excesso, ensine, reforce, ensine novamente, tenha paciência. Mas, não deixe de ensinar, deixar claro para o cão o que de fato você gosta para que ele aprenda.


Curiosidades.

Dentro da boca dos nossos cães há um órgão chamado de “Vomeronasal” - também conhecido como “Órgão de Jacobson”, batizado em nome do pesquisador dinamarquês Ludwig Levin Jacobson. Localizado na cavidade bucal, auxilia muito nas funções respiratórias dos cachorros. No contato com outros cães, esse órgão é responsável por identificar a presença de feromônios, sendo capaz de atrair presas e até mesmo considerar qual parceira é mais apta para a reprodução.



VOLTAR PARA HOME DO BLOG



Fontes:

https://caocerto.wordpress.com/2013/06/30/comportamento-de-caes-em-grupo-e-linguagem-canina/amp/

https://www.educacaocanina.org/artigos

https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-35982008001300007

https://www.thesprucepets.com/why-do-dogs-lick-people-1118300

https://www.cesarsway.com/why-do-dogs-lick/

https://www.akc.org/expert-advice/advice/why-is-my-dog-licking-me/


Conhece as nossas Redes Sociais?

Postamos diariamente dicas bem legais e importantes, informações sobre a criação e, é claro, nossos filhotes disponíveis!

  • Facebook
  • Instagram

Vamos conversar ?

A decisão de adquirir um cãozinho é muito importante.  É uma nova vida que irá fazer parte da sua! Por isso, convidamos você a conversar conosco :)

Whats 51-982344600
Celular 51-999975488