Entenda a genética relacionada às cores da pelagem do seu pet.

VOLTAR PARA HOME


Garanto que por essa vocês não esperavam!

Apenas dois tipos diferentes de pigmento responsáveis por toda variações de cores nos cães!!!

Toda essa grande variedade de cores e apenas 2 pigmentos!

Estranho? Complexo? Não, só a maravilhosa genética!


Vamos às explicações.

Os dois pigmentos que criam as cores nos cães são: Eumelanin (Eumelanina) e a Phaeomelanin (feomelanina).

Não se assuste que vamos explicar vem “fácinho” como funciona.


Esses dois tipos de pigmento criam a cor da pelagem nos cães e também na maioria dos demais mamíferos. Pigmento é o que dá a cada fio de pelo a sua cor. Todas as cores de pelagem/padrões são criados por estes dois pigmentos, que são duas formas de melanina. E, eles podem ser modificado por vários genes, isso que faz a cartela de possíveis cores de pelagem ser tão diversificada. Apesar de apenas dois pigmentos.

Ou seja: dois pigmentos (que são formas de melanina) sofrem modificações dos genes e modificam sua manifestação.

A melanina desempenha um grande papel na cor de todos os animais e seres humanos.

Para informação :a pele humana escura tem uma densidade elevada de melanócitos (células produtoras de pigmentos de melanina), e pele humana clara tem uma densidade mais baixa (ou em alguns casos, os melanócitos são defeituosos, reduzindo assim a quantidade de pigmento que produzem).


Agora, vamos aos fatos!


Eumelanin é o pigmento preto. Todas as áreas pretas em um cão são causadas ​​por células produtoras de Eumelanin. No entanto, existem genes que transformam Eumelanin em outras cores - marrom, azul (cinza), ou um marrom pálido (esses são os nomes populares das cores – geneticamente são denominadas: fígado (marrom), azul (cinza), ou isabella (um marrom pálido empoeirado)


Se um cão tem qualquer um dos genes para transformar o Eumelanin preto em marrom, azul ou marrom pálido, todo o preto no seu pelo será modificado. Isto acontece porque estes genes vão restringir e/ou alterar a produção de Eumelanina, deste modo nenhuma das células são capazes de produzir com força total o pigmento. E, muito legal você saber que a Eumelanin está presente em outras partes do cão que precisam de pigmento: olhos (íris) e nariz. O nariz será preto, marrom, azul ou marrom claro, dependendo do tipo de Eumelanina o cão pode produzir.


A cor em íris é produzido por camadas de pigmento, os olhos castanhos como a maioria dos cães têm (e como muitas pessoas também) são causados ​​por Eumelanina negra existente nessas camadas.

Quando um cão alterou/restringiu a produção de Eumelanina, as íris também são incapazes de produzir em sua totalidade o pigmento. Isto significa que o pigmento escuro no olho se tornará mais leve, e os olhos serão castanho claro, conhecidos como âmbar ou ouro.


Na Eumelanina, o preto é o padrão, mas ele pode ser transformado em marrom por um conjunto de genes, e preto e marrom podem ser transformado em azul ou marrom escuro por outro conjunto de genes.

Assim:

Azul é preto diluído e marrom claro é marrom diluído. Marrom em si não é tecnicamente uma diluição, no entanto, é causada por uma alteração na estrutura do pigmento.


O segundo tipo de pigmento é Phaeomelanin.


Este é o pigmento vermelho. O termo "vermelho" cobre tudo, desde vermelho escuro para o creme claro, abrangendo dourado, amarelo e laranja e toda a gama de cores "tan" (desde o castanho ao amarelo). Phaeomelanin é produzido apenas no pêlo. Não ocorre nos olhos ou no nariz, por isso quaisquer genes que afetem a cor/intensidade de Phaeomelanin não terão influencia nos olhos ou nariz. Apenas o Eumelanin ocorre nessas áreas, e assim apenas genes que afetam eumelanin podem alterar a cor dos olhos ou do nariz.


Ao contrário de Eumelanina, ela não ocorre em duas cores diferentes (preto e marrom), mas sim apenas uma cor, o qual varia em intensidade.


A cor Phaeomelanin mais intensa é vermelho Setter irlandês. A cor mais vulgar é provavelmente de ouro/dourado, com diferentes genes fazendo com que seja mais ou menos intensa (por exemplo, contando as células para produzir uma densidade mais elevada de partículas de pigmento, de modo a fazer a cor mais forte, ou uma densidade mais baixa, tornando a cor mais fraco, deste modo mais clara). Curiosamente, Phaeomelanin também é responsável pelo cabelo ruivo e sardas nos seres humanos.

A maioria dos cães têm tanto Eumelanin como Phaeomelanin no seu pelo.


E o Branco???


Branco não é realmente uma cor, de modo que os pelos brancos nos animais não são causados por pigmentos, mas antes pela falta de pigmento.

Nos cães, é a falta de ambos os pigmentos, Eumelanina e Phaeomelanina.


As áreas brancas em animais são simplesmente causadas quando as células não podem ou não produzem qualquer pigmento. Às vezes o animal inteiro é afetado, como em albinos, e às vezes apenas partes dele são afetados, como em cães com manchas brancas. Ela também pode afetar a produção de Eumelanin nos olhos e narizes: esses tornando-se rosa e os olhos azul (ou vermelho em verdadeiros albinos).

Há também um segundo tipo de branco, que é causada por diluição do pigmento vermelho (Phaeomelanina) que faz as células de produzirem menos partículas de pigmento do que o normal, de modo que a cor fica mais leve. Se for suficientemente diluído, pode tornar-se branco.


Muitos cães brancos têm um ligeiro brilho marfim / creme na sua pelagem porque as suas células estão a produzir uma quantidade muito pequena de pigmento. Este tipo de branco não costumam afetar a Eumelanin, portanto, quaisquer áreas preto / fígado / azul / isabella no pêlo vão continuar escuras e os olhos e nariz também.



E, em relação à disposição das cores, ou seja, da distribuição do pigmento, os genes da cor nos cães fazem duas coisas - eles determinam a Eumelanina Phaeomelanina, ou seja, cores/tons, e eles controlam a distribuição desses dois pigmentos.


Um conjunto exato de genes determinada exatamente quais as células que vão produzir o quê. Embora possa ser aleatória, não é (por exemplo, os filhotes podem ter marcas brancas diferentes dos seus pais, ou manchas iguais em lugares diferentes). Às vezes os genes podem mesmo dizer de vez em quando às células para mudar o tipo de pigmento que estão produzindo. Isto significa que o pelo pode torna-se “tigrado” ao longo do seu crescimento pois a célula começa por produzir preto (Eumelanin) por um tempo e então muda para vermelho (Feomelanina), em seguida, volta para o preto, etc.



VOLTAR PARA HOME



Fonte:

http://www.vetstreet.com

https://www.akc.org

https://www.dogzone.com

https://vidanimal.com.br

https://canaldopet.ig.com.br

https://www.petlove.com.br

https://cbkc.org/application/views/docs/padroes/padrao-raca_122.pdf

https://www.patasdacasa.com.br

https://pets.webmd.com/

https://br.pinterest.com/

https://caesdooeste.wixsite.com/geneticaecor/tipos-de-pigmento

https://www.geneticacanina.com/

https://www.nationalgeographicbrasil.com/animais/


Conhece as nossas Redes Sociais?

Postamos diariamente dicas bem legais e importantes, informações sobre a criação e, é claro, nossos filhotes disponíveis!

  • Facebook
  • Instagram

Vamos conversar ?

A decisão de adquirir um cãozinho é muito importante.  É uma nova vida que irá fazer parte da sua! Por isso, convidamos você a conversar conosco :)

WhatsApp e Celular
51-999975488